Comentários

(3.152)
Pedro Magalhães Ganem, Operador de Direito
Pedro Magalhães Ganem
Comentário · há 8 dias
@icsolimeo

Morte aos bandido tudo! (Ironia)
Pedro Magalhães Ganem, Operador de Direito
Pedro Magalhães Ganem
Comentário · há 8 dias
@icsolimeo

Impossível não buscar uma explicação para o crime. Inclusive, é necessário que se busque. Como acabar com algo sem entender o que leva até ele? Se punição apenas fosse suficiente não existiria mais crimes.

Mas parece ser algo impossível de entender. Portanto, fique com a sua certeza que eu fico com a minha, pois esse debate não chegará a nenhum lugar.
Pedro Magalhães Ganem, Operador de Direito
Pedro Magalhães Ganem
Comentário · há 9 dias
Então, acredito que os dados apontados são muito importantes para se entender o alto índice de violência no país.

A constatação (estatística) de que as cidades mais pobres também são as mais violentas indica um caminho a ser seguido para diminuir a violência, isto é, diminuir a pobreza.

Mas a diminuição da pobreza não acabará com a violência, apenas ajudará a diminuir os elevados números (de guerra) no nosso país.

Vários fatores levam alguém a praticar crimes, desde questões socioeconômicas, sentimentais, educacionais, culturais, ...

E na minha visão, os dados trazidos pelo Atlas da Violência apenas corroboram o que estudo e o que vejo na prática criminal, em que a maioria absoluta dos réus/investigados são integrantes de classes sociais mais baixas (o que não exclui de forma alguma a prática de crimes por integrantes de classes sociais mais altas - crimes de colarinho branco - excluídos do seletivo rol de réus, justamente pela seletividade penal).

Em pesquisa que realizei para um artigo publicado no IBCCRIM, mais da metade dos presos não tinha sequer o ensino fundamental e a maioria esmagadora, consequentemente, não tinha emprego formal e eram moradores de periferias.

Quem vive o Direito Penal sabe qual é o perfil de quem é preso e/ou responde a um processo criminal, quase nunca, com exceção da midiática (e para inglês ver) operação lava-jato, foge à regra.

O grande problema (e foi assim que iniciei o texto) é que as pessoas interpretam essas informações como sendo uma forma de dizer que só pobre comete crime ou só se comete crime por ser pobre, o que é algo totalmente equivocado e inverídico.

Só que não podemos dissociar a pobreza da violência, pois, caso contrário, não se constataria que os locais com mais homicídios são aqueles mais pobres, principalmente se comparado com outros locais mais estruturados socioeconomicamente falando.

Enfim, ...
Pedro Magalhães Ganem, Operador de Direito
Pedro Magalhães Ganem
Comentário · há 9 dias
@icsolimeo

A partir do momento em que concluem que o texto (e/ou os dados) se trata de justificar a prática de crime, demonstra que não entenderam o texto. É simples.

Nunca defendi ou tentei justificar nenhum ato criminoso, apenas tento buscar explicações para a sua ocorrência, o que é diferente.

Mas se querem insistir que isso é buscar justificar o crime, tudo bem, continuem.
Pedro Magalhães Ganem, Operador de Direito
Pedro Magalhães Ganem
Comentário · há 10 dias
@icsolimeo

Parei quando disse que garantismo penal é defesa a bandido.

Percebi que não falta interpretação, falta conhecimento sobre direito penal mesmo.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Pedro

Carregando

Pedro Magalhães Ganem

Entrar em contato