jusbrasil.com.br
23 de Abril de 2019

Vereador de São Paulo propõe criação do 'Dia do Gol da Alemanha'

Jota Silva diz que data é para lembrar 'tragédia' do futebol brasileiro.

Pedro Magalhães Ganem, Operador de Direito
há 4 anos

E quando parece que já vimos o suficiente, vem um sujeito desse e faz esse tipo de proposta!

Não há mais nada a ser feito?

Inexistem outras propostas mais importantes?

Sei não, mas talvez tenhamos que rever toda a nossa política e todos os nossos políticos.

Será que tem como "resetar" e começar tudo de novo? Não dá pra repetir o "play"?


Uma polêmica começa a surgir em Campinas, São Paulo, e pode ganhar o Brasil com a criação do 'Dia do Gol da Alemanha', numa referência à derrota de 7 a 1 do Brasil para o time europeu na Copa do Mundo de 2014. Embora o projeto de lei esteja no singular, todos sabem que foram bem mais do que apenas um gol.


Vereador de So Paulo prope criao do Dia do Gol da Alemanha


"Não é para ser comemorado e sim para ser lembrado como o dia da maior tragédia do futebol brasileiro", essa é a justificativa de um vereador de Campinas, no interior de São Paulo, que propôs o projeto que institui o dia 8 de julho como o 'Dia do Gol da Alemanha', quando a seleção de Felipão apanhou da Alemanha no Mineirão. O projeto foi protocolado nesta segunda-feira na primeira sessão da Câmara, após o recesso de julho, pelo vereador Jota Silva (PSB).

"Longe de ser um dia para piadas e gozações e sim um dia para refletir e pensar na construção de um futebol sem corrupção, sem batalhas entre torcidas organizadas, ou seja, um futebol para o povo", diz o político para justificar o projeto a fim de relembrar o dia em que a seleção brasileira foi goleada em sua pior apresentação num Mundial.

O vereador, que é locutor esportivo de uma rádio de Campinas, disse que a ideia é que em todo dia 8 de julho sejam promovidos debater e atividades para lembrar a "tragédia do Mineirão". Segundo Jota Silva, essa é uma oportunidade de o município discutir a situação do futebol brasileiro, já que os clubes de Campinas (Guarani e Ponte Preta) "fazem parte deste caótico e falido futebol".

O vereador defendeu a seriedade do projeto de lei e disse que "não tem nada de piada nisso", mas sim organizar um debate permanente (todo dia 8 de julho) sobre os rumos do futebol. "Guardadas as devidas proporções, todas as grandes tragédias mundiais são lembradas. Porque essa tragédia no esporte brasileiro também não deveria ser lembrada?", questionou.

Em seu terceiro mandato na Câmara de Campinas, Jota Silva é autor de projetos de lei que instituíram na cidade, por exemplo, a 'Semana da Música Sertaneja', 'Dia do Policial' e o 'Dia do Instrutor de Autoescola'.


FONTE

38 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Acho que está faltando o que fazer....., será que não tinha algo melhor para apresentar como "desculpa" de que está trabalhando...., ora, faça-me o favor!
É cada coisa! continuar lendo

E a gente aqui, a mercê disso tudo e, para piorar, bancando a vida boa de pessoas como essa. continuar lendo

Lamentável amiga.

Algumas datas marcantes, tem sua relevância histórica e sua razão de ser, vejamos uma;
No Japão, eles não comemoram, recordam todos anos, com um minuto de silêncio, em todo país, o dia da tragédia das bombas de Nagasaki e Hiroshima, para jamais se repitam tal atrocidades contra a humanidade.
Atualmente também recordam no mesmo sentido a tragédia da tsunami, em homenagens aos falecidos na tragédia.

Fazendo um comparativo, recordar o fatídico dia, lastimável da pior imagem do futebol brasileiro, vai contribuir em que?
Será que ele pensa que essa tragédia jamais se repetirá?
Pensando bem, seria bom que esse projeto fosse aprovado, pelo menos lembraria aos seus eleitores, o dia do voto jogado no ralo.
Votou mal, paga-se o preço. continuar lendo

Que projeto de lei mais idiota, o mais complicado é saber que na próxima eleição esse parlamentar poderá ser reeleito. Acho um tanto cômico, que muitas histórias de grande valor social e cultural nacional estão sendo apagadas do conhecimentos da atual e das futuras gerações e não buscam resgatar e manter, a exemplo da FEB que muitos nem sabem o que significa e o que foi! continuar lendo

Eu entristeço cada vez mais. continuar lendo

O pior é que não consigo rir para disfarçar a tristeza de saber que o individuo foi eleito por 2658 votos. Na realidade a culpa não é dele. Deveria ser caçado e extinto os ascendentes e descendentes do eleitores que o apoiaram, para que tal fato não se repita em Campinas. continuar lendo

Só rindo mesmo.
Vamos ver se ele não vai ser reeleito, né:?! continuar lendo

As urnas revelam que o problema está na formação da maioria dos eleitores deste país! continuar lendo

Exclusivamente.
E continuaremos assim enquanto votarmos em qualquer um ou, ainda pior, continuarmos a deixar de votar, fazendo com que os mesmos continuem eleitos. continuar lendo