Recomendações

(4,678)
Kenia Serena Ungaretti, Estudante de Direito
Kenia Serena Ungaretti
Comentário · há 3 dias
Sou a favor da regulamentação do comércio de drogas entorpecentes (pois liberado já está, não é mesmo? Basta olhar pras esquinas...). Mas, somente das consideradas mais "leves" (maconha, cocaína e "drogas de festa"). Crack, heroína, anfetamina, crocodil, etc., essas que tiram completamente o tino desde a menor quantidade administrada, me parecem que devem permanecer combatidas..

Precisamos atacar a causa da tsunami de violência que assola o país. Ao meu leigo ver, é o tráfico e a segregação das comunidades por ele dominadas que ocasionam a disseminação de uma índole criminosa entre os jovens que lá vivem (pois eles não conhecem outra realidade). E os demais são obrigados a convir com esse sistema, pois não há como fugir dessa força (até porque, não há pra onde ir. Exilar-se? Refugiar-se? Pra onde? Abandonar tudo o que se construiu, na mais árdua luta diária por sobrevivência? É complicado...).

Vai deixar de haver associação criminosa? Não! Sempre teremos os "Alibabás" por aí (seja no povo de baixo, seja no povo de cima).

Entretanto, a guerra pelo domínio na venda ilegal de substâncias intorpecentes deverá ser amenizada em sua maior parte e, assim, a atuação Estatal e da Sociedade Civil poderá adentrar nas mesmas comunidades que hoje são reféns do poder paralelo, fortemente armado e que usa da exceção como meio coercitivo para manter a "ordem" por ali.

Viciados? Há e haverão aos montes, com necessidades descontroladas por todo e qualquer tipo de substância (açúcar, coca-cola, café, gordura, álcool, nicotina...). Porém, não dá pra continuar levando esse argumento adiante, pois o vício em drogas leves é exceção (como apontam diversos estudos científicos).

Enfim, vou acompanhar teu blog. Esse assunto muito me apetece, pois quero ver nossa Nação evoluir e libertar-se dos grilhões da ignorância que impulsionam a tsunami de violência, pois seus sujeitos fingem não ver, não ouvir e se calam diante de dogmas e preconceitos que em nada agregam o desenvolvimento da nossa pobre rica sociedade brasileira.

Grata pelo artigo!
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Pedro

Carregando

Pedro Magalhães Ganem

Entrar em contato