jusbrasil.com.br
6 de Março de 2021

Justiça proíbe Suzane Von Richthofen de frequentar aulas na faculdade

Pedro Magalhães Ganem, Operador de Direito
há 7 meses

A Justiça não autorizou Suzane Von Richthofen frequentar aulas do cursos de Gestão do Turismo, no Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia de São Paulo (IFSP) em Campos do Jordão (SP). Suzane passou para o curso de Gestão de Turismo na oitava colocação, por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU), com a nota 608,42.

A decisão da juíza Dra. Wânia Regina Gonçalves da Cunha leva em consideração o fato de que os condenados em regime semi-aberto somente podem frequentar cursos profissionalizantes ou superiores se eles estiverem disponíveis na mesma comarca em que fica o presídio. Suzane hoje cumpre pena na penitenciária de Tremembé (SP).

Suzane von Richthofen, condenada pela morte dos pais, se matriculou na faculdade, mas não compareceu aos 10 primeiros dias letivos. Ela fez a matrícula por procuração e aguardava a decisão da Justiça para que pudesse frequentar as aulas, segundo o UOL.

As aulas do curso de Gestão de Turismo no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) em Campos do Jordão (SP) começaram no último dia 5 e as regras da instituição taxam como desistente o aluno que não frequentar os 10 primeiros dias letivos sem apresentar justificativa comprovada.

Fonte: https://www.direitonews.com.br/2020/02/justiça-proibe-suzane-richthofen-faculdade-direito.html


Conheça meu blog, me siga no Facebook, no Twitter, no Instagram. Se inscreva no meu canal do Telegram e do YouTube. Acompanhe meu podcast Penal em Prática.

5 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Ela não pode estudar, Bruno (ex goleiro do Flamengo) não pode jogar e por aí vai. E o pior é ver o pensamento hipócrita da sociedade influenciando os operadores do Direito, da lei. Todos esquecem que o Estado carrasco que esse povo tanto alimenta pode se voltar contra os seus alimentadores. continuar lendo

A mão pesada do Estado só pode atingir o outro. Quando nos atinge é injustiça!

Isso sim é hipocrisia. continuar lendo

Depois falam em "ressocialização". continuar lendo

Exatamente. O cidadão aqui cumpre pena "ad eternum". A cidadã já pagou seu crime, está querendo se inserir no mercado de trabalho, deixa a pessoa estudar. Já lhe basta conviver com o peso de seu crime. continuar lendo

Exato @fourakiscandido

A pena não é perpétua e a educação (qualificação) é o melhor caminho para se virar essa página. continuar lendo